CDH debate demandas da educação

A Comissão de
Direitos Humanos da Assembleia Legislativa, da qual sou o presidente, tem
recebido diversas demandas em relação à Educação do Pará. Essas demandas foram
discutidas diretamente com a Secretária de Educação do Estado, Ana Cláudia
Hage, durante audiência realizada na Seduc e que contou ainda com as presenças
dos deputados Ozório juvenil e Sidney Rosa, membros titulares da CDH.
Foi um debate de alto nível e o que é mais importante: a própria Secretária de
Educação, Ana Cláudia Hage, reconheceu que a educação do Pará precisa de um
salto qualitativo. No encontro, a Secretária apresentou um cronograma das
reformas de escolas em todo o Pará, que será concluído em 2018, além de dar
explicações sobre a polêmica redução da carga horária do Ensino Médio.

Segundo Ana Cláudia Hage, é preciso tirar o Pará da última colocação no Ideb,
Índice de Desenvolvimento da Educação básica, que mede a qualidade do
aprendizado nacional a cada dois anos. São estabelecidas metas específicas que
o Brasil e as unidades da federação devem atingir para melhorar o Ensino. O
Pará nunca conseguiu ultrapassar as metas.

Na audiência, ficou definido que a Secretária vai ao parlamento em duas semanas
para dar todas essas explicações e anunciar o que a Seduc está fazendo para
tirar a educação dessa triste estatística.

Na audiência, tratamos da reivindicação da comunidade do Distrito do Juaba,em
Cametá, que espera pela inauguração da  escola de Ensino Médio Heriberto
Barroso; tratamos, também, da implantação do Ensino Médio em outros dois
distritos do município, Vila do Carmo e Porto Grande, e em comunidades
ribeirinhas de Abaetetuba, além das demandas de Barcarena, Paragominas e
Altamira.

  

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.