Hoje, retomo devagar o blog falando das coisas boas do nosso país. O Brasil do presidente Lula tirou 30 milhões de pessoas da pobreza e transformou a classe média na maioria da população: 53%. Uma nova classe média, aliás, que está longe do espírito “Cansei” que os demos-tucanos tentaram plantar na nação ou do radical […]

Bolsa-Família contra o assintencialismo


Hoje, retomo devagar o blog falando das coisas boas do nosso país.
O Brasil do presidente Lula tirou 30 milhões de pessoas da pobreza e transformou a classe média na maioria da população: 53%. Uma nova classe média, aliás, que está longe do espírito “Cansei” que os demos-tucanos tentaram plantar na nação ou do radical pequeno burguês que é claque da Heloísa Helena.
Mas, como retaguarda desse desenvolvimento está o mais do que premiado e elogiado Bolsa-Família, que fez até a Executiva Nacional do PSDB mudar o discurso crítico para não piorar a situação eleitoral dos tucanos. No dia 30, o ministro do Desenvolvimento Social e Combate à Fome, Patrus Ananias, voltou a defender que, através do programa, o governo tem combatido o assistencialismo ao privilegiar o atendimento à população de baixa renda como um direito das pessoas com maior vulnerabilidade social. Foi no 4º Seminário sobre Desenvolvimento Econômico.
Em países como a Áustria, Suécia, Dinamarca, Noruega, Finlândia e Islândia, quem ganha menos de um certo nível recebe uma complementação de renda. Só no Brasil que um tipo de imprensa acha que não deve ser assim, que esses seres humanos devem ficar ao relento.

Não se trata apenas de reduzir a pobreza extrema. O Bolsa Família deve continuar, pois sempre haverá gente que necessitará da cobertura do Poder Público e ele existe para dar esse amparo. Os que podem mais tem que dar, via impostos, essa contribuição ao bem comum.

Posts Relacionados

  1. Léo,
    A revista Carta Capital entrevistou Patruz com um reportagem denominada "Nossa Fome Cotidiana". Aos amigos glogueiros vale a pena acessa no Google e ver com o debate sobre o bolsa pode mudar a cabeça da elite…
    Oswaldo Chaves

    Permalink

Deixe uma resposta

Email: dep.bordalo@alepa.gov.pa
Contato comunicação: bordalo13@gmail.com
Zap: 55 91 99319 8959

Gabinete: Palácio Cabanagem – Rua do Aveiro,130 – Praça Dom Pedro II, Cidade Velha – 66020-070 3° andar
Fone: 55 91 3182 8419 (ramal: 4368)

Copyright © 2019 Deputado Bordalo. Todos os Direitos Reservados.

Show Buttons
Hide Buttons