14 pessoas assassinadas na região metropolitana em 24 horas. E agora, governador?

Sem categoria

Blog do Bordalo homem atirando

Enquanto os deputados da base aliada do governo Jatene continuam de mãos amarradas para que não assinem a CPI da Corrupção, a violência na Região Metropolitana de Belém (RMB) está solta, descontrolada. Em 24 horas, 14 pessoas foram assassinadas. O jornal Diário do Pará abriu manchete hoje dizendo que no Pará, foram 17 assassinatos em 48 horas.
Na RMB, o policiamento ostensivo é quase inexistente. A alegada “sensação de insegurança” deu lugar à total insegurança.
Veja a relação dos mortos e respectivos locais em que foram assassinados em apenas 24 horas:
1- Ana Cristina Sodré –Local: Ananindeua
2- Marcos Dos Santos Alfaia – Local: Telégrafo
3- André Monteiro dos Santos – Local: Guamá.
4. Pessoa ainda não identificada, morta a tiros – Local: Cremação
5. Bruno Nascimento – Local: Cremação.
6- Dione de Souza Castro – Local: Marituba
7- Edinaldo Bruno Figueiredo da cruz – Local: Pratinha
8- Roberto Andrade Leite – Local: Jaderlândia.
9- Paulo Renato Souza santos – Local: Tapanã.
10- Renato Alves da Silva – Local: Cabanagem
11 – Pessoa apelidada como “CAJU” – Local: Paar
12- Jonatan dos Santos Carvalho- Local: Marituba
13 – Pessoa não identificada, encontrada crivada de balas – Local: Águas Lindas.
14 – Pessoa encontrada carbonizada. Local: Benevides.
E agora, governador?

var addthis_config = {“data_track_clickback”:true


Curtiu? Compartilhe com os amigos!

Posts Relacionados

Leave a Comment

Notícias sobre a atuação parlamentar do Deputado Estadual Carlos Bordalo (PT), presidente da Comissão de Direitos Humanos e Defesa do Consumidor da Assembleia Legislativa do Pará.

Email: dep.bordalo@alepa.gov.pa
Contato comunicação: bordalo13@gmail.com
Whatsapp: (91) 99319 8959

Gabinete: Assembleia Legislativa do Estado do Pará – Rua do Aveiro,130 – Praça Dom Pedro II, Cidade Velha – 66020-070 3° andar
Fone: 55 91 3182 8419 (ramal: 4368)

Copyright © 2019 Deputado Bordalo. Todos os Direitos Reservados.